MONTE ALEGRE DO SUL, SP

CONDOMINIO ORYPABA

Casa em condomínio alto padrão c/ 04 suítes, sendo 01 master piso superior c/ closet, sacada ,linda vista,Sala 2 ambientes, jantar c/ lavabo , estar c/lareira, escada em granito, cozinha planejada, la...

MONTE ALEGRE DO SUL, SP

BAIRRO MOENDA

CHÁCARA MARAVILHOSA EM LOCAL TRANQUILO COM 2 CASAS SENDO UMA CASA COM 3 DORM,WC,SALA,COZINHA, E OUTRA NOS FUNDOS COM 2 DORM,WC,COZINHA,COM ÁREA DE LAZER MESA DE SINUCA,FOGÃO DE LENHA,2 GALINHEIROS,POM...

AMPARO, SP

CENTRO

Ótimo apartamento 2 dormitórios sendo 1 suíte sala 2 ambientes,cozinha com armários ,banheiro social,área de serviço,varanda com vista do centro,área de lazer com sala de jogos e churrasqueira.

IMÓVEIS PARA VENDA EM DESTAQUE

Cód: 200

Terreno - Venda

JARDIM ITALIA, AMPARO-SP

$250,000.00

Ótimos lotes de 300 metros² planos rua tranquila Valor de cada lote 250.000,00

Cód: 500

Casa - Venda

ORYPABA, MONTE ALEGRE DO SUL-SP

4 Quarto(s) | 1 Suíte(s)

$650,000.00

Ótimo imóvel localizado em condomínio fechado, sendo 4 quartos com armário embutido um com suíte, blindex e gabinete. Sala com lareira e uma sala grande, wc social com blindex e gabinete, cozinha com armário, área externa com fogão a lenha, forno de massas e 1 wc. Lavanderia, garagem coberta para 2 veículos, pomar formado com pé de romã, limão, pitanga, jabuticaba, fruta do conde. Tem edícula. Aceita permuta.

Cód: 372

Terreno - Venda

JARDIM ITALIA, AMPARO-SP

$220,000.00

3 terrenos plano medindo 300 metros cada um ótima localização.

Cód: 183

Sala Comercial - Locação

CENTRO, AMPARO-SP

Locação:$1,000.00

SALAS COMERCIAIS LOCALIZADA NO CENTRO LOCAL EXCELENTE E TRANQUILO. SÃO 3 SALA COM 40M° SALA NA PARTE DE CIMA COM AR CONDICIONADO. SALA NA PARTE DE BAIXO COM WC. BENEFÍCIOS: ÁGUA, LUZ,INTERNET E SEGURANÇA. VALE A PENA CONHECER

Cód: 362

Casa Térrea - Venda

CONDOMINIO ORYPABA, MONTE ALEGRE DO SUL-SP

3 Quarto(s) | 1 Suíte(s)

Nos Consulte

Ótima casa em condomínio fechado, 03 dormitórios sendo 01 suíte, sala, cozinha planejada, lavanderia,lavabo, lindo jardim, pomar, horta, ótima localização.

Cód: 38

Apartamento - Venda

JARDIM SAO DIMAS, AMPARO-SP

2 Quarto(s)

$270,000.00

Ótimo apartamento em local tranquilo com 02 dormitórios,um banheiro, sala, cozinha e lavanderia ,uma vaga de garagem, sala com Sanca e Sacada, iluminação com luz de LED , cozinha americana com móveis planejados, quartos com sanca. Acabamento de primeira todo de porcelanato e gesso. Excelente investimento.Aceita proposta. Condomínio Oferece: Pista para caminhada Piscina quadra de areia Campo de Futebol Gramado Salão de festas Jardim Segurança 24 horas Estacionamento 2 Elevadores

Cód: 265

Casa - Venda

VELHOBOL, AMPARO-SP

2 Quarto(s) | 1 Suíte(s)

$320,000.00

Casa muito boa, com 02 dormitórios, sendo uma suite,sala , cozinha, banheiro social,quintal pequeno, garagem para dois carros.

Cód: 491

Casa Térrea - Venda

CENTRO, AMPARO-SP

1 Sala(s) | 2 Quarto(s)

$390,000.00

Casa 2 quartos sala cozinha banheiro garagem 01 carro área serviço parte de baixo : +1 quarto e banheiro com lavanderia + 1 edicula com 1 quarto sala cozinha banheiro quintal entrada independente luz e a água separados

Cód: 400

Apartamento - Venda

CENTRO, AMPARO-SP

3 Quarto(s) | 1 Suíte(s)

$450,000.00

ÓTIMO APTOS SÃO 02 LOCALIZADOS NA ÁREA CENTRAL DA CIDADE. 1 º SENDO 3 DORM(1 SUITE),2 WC,SALA COM DOIS AMBIENTES,COZINHA,ÁREA DE SERVIÇO,DEPENDÊNCIA PARA EMPREGADOS COM 1 WC, DESPENSA,GARAGEM PARA 01 CARRO.VALOR R$ 460.000,00 2 º SENDO 3 DORM(1 SUITE), COM ARMÁRIOS, 2 WC,SALA COM DOIS AMBIENTES,COZINHA COM ARMÁRIOS,ÁREA DE SERVIÇO,DEPENDÊNCIA PARA EMPREGADOS COM 1 WC, DESPENSA,GARAGEM PARA 01 CARRO.VALOR R$ 490.000,00 INVESTIMENTO IMPERDÍVEL, VALE A PENA CONHECER. AGENDE UMA VISITA CONOSCO.

Cód: 499

Chácara - Venda

MORRO DAS PEDRAS, AMPARO-SP

3 Quarto(s) | 1 Suíte(s)

$570,000.00

Chácara próximo do centro com 9.000 metros² documentação ok duas Casas, duas áreas de laser com churrasqueiras uma com piscina área separada privativa 02 poços um caipira outro semi artesiano toda cercada 01 salão grande com 2 andares,

Cód: 376

Casa Térrea - Venda

CENTRO, AMPARO-SP

3 Quarto(s) | 1 Suíte(s)

$690,000.00

Excelente Casa área central 03 dormitórios,03 banheiros,sala 02 ambientes,cozinha grande com armários,quintal grande com edicula,área de serviço,lavanderia,suíte,garagem,toda plana,ótima localização. Aceita troca com imóvel de menor valor.

Cód: 90

Chácara - Venda

JARDIM SANTA CECILIA, AMPARO-SP

3 Quarto(s) | 3 Suíte(s)

$980,000.00

Linda Chácara alto padrão próximo do centro área de laser com churrasqueira anexo 1 suíte 01 quadra com piscina de 40 mil litros em alvenaria 01 sala com suíte com hidro massagem deck de madeira linda vista Casa principal avarandada com 3 dormitórios sendo 1 suíte, banheiro social,lavanderia com banheiro,capela ,agua de nascente com acionamento automático,muito verde

Atendimento Atendimento

  • 19 99609-4312
  • 19 99609-5119
  • 19 99639-7336

Facebook Financiamento

Notícias Notícias

Governo assina contratos de concessão de terminais nos portos do Açu (RJ) e de Santarém (PA)

Contrato no Rio de Janeiro prevê investimento de R$ 16 bilhões e construção de duas termelétricas; no Pará, investimento previsto é de R$ 175 milhões para movimentar combustíveis. O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, assina contrato de concessão de terminais Edsom Leite/Ascom Ministério da Infrastrutura O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, assinou nesta segunda-feira (18) contratos de concessão de terminais no Porto do Açu (RJ) e no Porto de Santarém (PR). A iniciativa faz parte do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), criado durante o governo do ex-presidente Michel Temer. A gestão de Jair Bolsonaro prometeu dar continuidade ao programa e prevê a realização de 23 leilões de concessões nos primeiros 100 dias de governo. “Esses investimentos são impossíveis de serem feitos se não for por meio dessas parcerias. Há um acerto neste caminho de buscar as parcerias de investimento com o setor privado. Não por acaso foi criado um programa de parceria de investimento e, não por acaso, foi mantido durante uma transição de governo”, afirmou Freitas durante a solenidade de assinatura dos contratos. Porto do Açu De acordo com o ministro, no Porto do Açu a previsão é de que a GNA, empresa responsável pelo terminal, faça investimentos de R$ 16 bilhões. O contrato prevê a construção de um terminal para movimentar 21 milhões de metros cúbicos de gás natural por dia, além de duas usinas termelétricas para a movimentação e armazenagem de gás natural liquefeito. Segundo o ministério da Infraestrutura, a previsão é de que, juntas, as duas termelétricas irão gerar energia para atender 14 milhões de residências. Presente na reunião, o vice-governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, pediu que as empresas “não desistam” do estado e disse que a missão do atual governo é recuperar a cidade que é o “cartão portal do país”. “O Rio de Janeiro hoje é um estado que carece muito de investimento. E o que a gente tem falado para os empresários é : 'Não desistam de nós'. O Rio de Janeiro, nos últimos tempos, atrapalhou quem queria empreender, gerou dificuldade, gerou um ambiente de negócios ruim, o que gerou essa carência no estado que nós vimos", disse Castro. Porto de Santarém No caso do Porto de Santarém, o contrato prevê o arrendamento por 25 anos, prorrogáveis por mais 25, do Terminal STM 05. O consórcio que ficará responsável pelo terminal é formado pela Petrobras Distribuidora S.A. e pela Petróleo Sabbá. O investimento previsto no contrato é de R$ 175 milhões. A previsão é de que os recursos sejam aplicados na ampliação de tanques de armazenamento de combustíveis.

Indústria de ração do Brasil sente impacto de menor crescimento do setor de aves

Segmento revisou expectativa de aumento da produção de 3% para 1,2%. Ajuste contabiliza impacto de restrições à importação de frango brasileiro. Milho responde por entre 60% e 70% da formulação da ração Juliano Ribeiro/Seagro A indústria de ração animal do Brasil prevê para este ano um crescimento menor do que o projetado inicialmente, já contabilizando o impacto de restrições às exportações de carne de frango do país, como as da Arábia Saudita, anunciadas em janeiro, afirmou um dirigente do Sindirações nesta segunda-feira (18). A expectativa, ao final do ano passado, era de que a produção de ração animal e sal mineral crescesse cerca de 3% em 2019, mas a projeção foi revisada para 2,1%, o que ainda seria um novo recorde de 73,7 milhões de toneladas. Essa revisão se deve principalmente a uma menor produção a ser demandada pela indústria de frango de corte, maior consumidora de ração do país entre todos os setores, que incluem bovinos e suinocultura, entre outros. Antes, o Sindirações projetava um aumento de 2% na produção para a avicultura de corte, que consome quase metade de toda a ração produzida no país, maior exportador global de carne de frango. Agora a entidade vê alta de 1,4%, após o segmento que produz ração para frangos ter enfrentado queda de 2% em 2018, ano em que a greve dos caminhoneiros atingiu a indústria fortemente. "É uma previsão até otimista para 2019, difícil ter mais sucesso do que já estamos projetando", disse o vice-presidente-executivo do Sindicato Nacional da Indústria de Alimentação Animal (Sindirações), Ariovaldo Zani, em entrevista à Reuters, referindo-se ao volume global de produção. Além das questões que afetam a avicultura, como a confirmação de tarifas de importação pela China ao frango do Brasil --exceto para 14 empresas que venderem acima de determinado preço--, há incertezas relacionadas a custos de produção. Assombram o setor maiores despesas com frete após o tabelamento pelo governo. Questões tributárias indefinidas e cambiais também estão no radar, enquanto o novo governo lida para aprovar uma reforma da Previdência, algo considerado fundamental para animar o mercado e atrair investimentos. "Havendo melhora de renda, evidentemente a pessoa não vai comer ovo todo dia, primeiro vai no frango, depois no suíno e no bovino", disse Zani, lembrando que o consumo de ração para galinhas poedeiras em 2018 aumentou 10%, com o forte consumo de ovos por pessoas que deixaram de comer carne em meio à crise. Embora a exportação de carnes do Brasil tenha impacto importante da indústria de ração, é o consumo interno a grande alavanca do crescimento do setor. "Mas ainda não vemos reação da economia. Está todo mundo esperançoso, ainda estamos surfando em cima de um sonho. Oxalá, ele se torne realidade", declarou o dirigente do Sindirações, lembrando que há também notícias boas de fora, como a retomada de compras de carnes pela Rússia, que já foi um dos principais destinos do produto brasileiro. Ele disse ainda que as previsões do Sindirações já consideravam uma maior demanda externa por carnes do Brasil por conta de maiores vendas aos russos e aos chineses, que estão importando mais carne de porco em meio à disseminação da peste suína africana, que tem reduzido plantéis no país asiático. Safra menor Com o milho respondendo por entre 60% e 70% da formulação da ração, enquanto o farelo de soja outros 20%, o custo da produção está intrinsecamente ligado ao tamanho da safra brasileira e aos mercados de commodities, assim como ao câmbio, que interfere no preço das matérias-primas. Segundo o dirigente do Sindirações, a expectativa era de que o setor estivesse enfrentando menores custos com matérias-primas, considerando os bons estoques de milho, neste início de ano. "Havia expectativa de outra safra generosa, imaginamos que o milho estaria em outro patamar", disse Zani, comentando que, embora a safra de soja tenha sido quebrada pela seca, a indústria da oleaginosa tem apontado uma estabilidade na produção de farelo. Enquanto o Brasil espera uma grande produção na segunda safra de milho, em processo de plantio, de olho nos custos, a indústria de ração ainda torce para que as discussões sobre a reforma da Previdência se desenvolvam bem no Congresso. "Dependendo das condições políticas, se as coisas não acontecerem, o câmbio volta a influenciar o custo das matérias-primas e, aí, embora tenhamos grãos suficientes, tem um aumento de custo, aí é um tormento para o produtor", comentou, lembrando dos efeitos negativos do câmbio para o setor em 2018. Com a indústria de ração trabalha com matérias-primas que também são exportadas, como soja e milho, se o dólar fica mais forte frente ao real, a tendência é um encarecimento de tais produtos agrícolas.

Petrobras eleva preço da gasolina nas refinarias ao maior nível em quase 2 meses

Valor do litro vai aumentar para R$ 1,5970 a partir de terça-feira; diesel segue estável. Sede da Petrobras no Rio de Janeiro Sergio Moraes/Reuters A Petrobras elevará em 2,5% o preço médio da gasolina em suas refinarias a partir de terça-feira (19), para R$ 1,5970 por litro, o maior nível em quase dois meses, enquanto o diesel seguirá sem alteração, segundo informações no site da companhia divulgadas nesta segunda-feira (18). O valor médio da gasolina será o mais alto desde 22 de dezembro, quando a Petrobras comercializou o combustível fóssil a R$ 1,6202 por litro. Os reajustes da Petrobras podem ocorrer em qualquer intervalo de tempo, em meio a uma política de preços que busca seguir a paridade internacional. A companhia utiliza para cálculo indicadores como câmbio e barril do petróleo, além de mecanismos de hedge para aliviar a frequência dos reajustes. O preço do petróleo no mercado internacional subiu quase 25% até agora no ano, com o mercado preocupado com os efeitos de corte na oferta pela Opep. Preço ao consumidor Nas bombas, o preço médio da gasolina recuou pela 17ª vez seguida na semana passada, segundo levantamento da Agência Nacional do Petróleo, do Gás Natural e dos Biocombustíveis (ANP). O valor por litro caiu 0,6%, de R$ 4,197 para R$ 4,173. Com mais um recuo, o preço da gasolina atingiu o menor valor desde 6 de janeiro do ano passado.

Facebook Dolar